A realidade brasileira sobre as taxas de juros e investimentos

Se você é ou deseja se tornar um empreendedor deve ficar atento às taxas de juros e investimentos no país, pois em algum momento terá que tomar a decisão se investe em seu negócio ou se investe em títulos de renda fixa.  

Isso porque uma empresa inovadora tem pouca visibilidade no mercado financeiro brasileiro e investir (ou buscar investidores) nem sempre é a melhor opção.  

Aliado a isso tem o fato de que se o empreendedor brasileiro precisar de recursos advindos do mercado financeiro externo suas chances são pequenas, quando não são nulas por conta das taxas de juros do país. Por isso é comum recorrer a empresas de assessoria creditícia. 

No que se refere às startups, por exemplo, o Brasil encontra-se bem abaixo dos demais países e tem perdido grandes ideias nessa defasagem.  

Mas afinal qual é a realidade brasileira sobre as taxas de juros e investimentos? De antemão, é possível afirmar que a perspectiva brasileira é bem menor que a de países desenvolvidos.  

Visão da expectativa de taxas e investimentos no Brasil 

O Brasil passa por episódios de instabilidade política, crise econômica, fragmentação de políticas públicas, mudanças econômicas e mais uma serie de eventos que fez com que se tornasse pouco atrativo para investidores.  

Aliado a isso, o país possui altas taxas de juros para investimentos em startups e são essas empresas que tem atraído olhares dos investidores nos últimos tempos. A título de exemplo, uma das poucas startups brasileiras que recebeu alto investimento foi a 99, que desde então tem competido páreo a páreo com o Uber.  

Agora você deve estar se perguntando “porque investir em startups brasileiras é algo tão incomum (quando comparado a outros países)?”. A resposta para essa indagação é que o Brasil pouco dá atenção a estimular o investimento  nessa área, além de que, suas taxas de juros são muito altas e acabam por tirar parte do retorno dos investidores.  

A solução pode parecer simplória, mas bastam dar incentivos fiscais e facilitar o investimento nas empresas que tem movimentado grandes quantidades de dinheiro, as startups. Mas, não é tão simples quanto parece, precisaria de uma mudança política e estrutural.  

Diversos países de primeiro mundo tem facilitado o investimento nestas empresas e tem tido retorno melhor que o esperado, a título de exemplo: Israel, Inglaterra e EUA. Nestes países, os governos já chegaram a conceder incentivos fiscais que chegavam perto de 100%.  

Mas porque eles fizeram isso? Estratégia, tais países viram os potenciais deste modelo de negócio e precisavam de alguma forma estimular a economia.  

E porque o Brasil não faz o mesmo? Porque como já mencionado precisa de uma mudança política e estrutural.  

Contudo, é de suma importância que o país desbrave novas fronteiras da economia e comece a pensar em estratégias que melhorem a economia e favoreçam os investimentos externos.  

A boa notícia é que os empresários brasileiros encontram formas de inovar e captar investimento para seus negócios, dentre as opções são os financiamentos empresariais. 

E você, está com problemas e precisa de adiantamento ou de financiamento? Conheça os principais tipos de financiamentos disponíveis no Brasil. 

Adicionar comentário