Diferenças entre MEI, ME, EI, EPP, EIRELLI, SA E Ltda

Quem inicia um negócio se depara, quase de imediato, com a necessidade de escolher o enquadramento empresarial pelo porte.

Hoje, no Brasil, as principais modalidades são MEI (Microempreendedor Individual), ME (Microempresa) e EPP (Empresa de Pequeno Porte).

Assustou-se com as siglas?

Mas a principal dúvida é: qual é a diferença entre esses modelos empresariais? Qual escolher?

É sobre isso que vamos falar neste post, então se tem dúvidas sobre o assunto, leia até o final.

O que diferencia MEI, ME e EPP

Basicamente o fator de diferença entre as modalidades é o porte ou faturamento bruto da empresa.

Veja abaixo as características de cada tipo empresarial ou enquadramento de porte, se assim preferir:

MEI – Microempreendedor Individual

O microempreendedor individual é uma modalidade criado há poucos anos e visa fomentar a formalização de pequenos empreendimentos.

Foi pensado como uma solução para aqueles empreendedores informais, com um negócio em uma peça da casa, por exemplo.

O faturamento anual bruto nesta modalidade NÃO PODE ultrapassar o valor de R$ 81 mil reais.

O regime tributário do MEI é o SIMEI (Sistema de Recolhimento em Valores Fixo Mensais dos Tributos Abrangidos), na prática, o pagamento é de apenas R$ 49 reais (INSS) cumulado com R$ 5 reais (prestador de serviços) ou R$ 1 real (comerciante).

O pagamento pode ser realizado através da impressão da DAS (guia de pagamento) na internet.

O Microempreendedor Individual tem limitação quanto a funcionários (no máximo 1).

Veja como conseguir um financiamento para MEI.

ME – Microempresa

A Microempresa é para negócios com faturamento até R$ 360 mil reais e não possui limitações de quantidade de funcionários ou restrições quanto a atividade.

Atualmente, há uma alteração no Simples Nacional (regime tributário) que permite microempresas com faturamento de até R$ 900 mil reais optarem pelo sistema, podendo optar pelo Simples Nacional, lucro presumido ou lucro real.

EPP – Empresa de Pequeno Porte

A Empresa de Pequeno Porte é para negócios em grande crescimento com faturamento entre R$ 360 mil reais e R$ 4,6 milhões de reais.

Assim como na Microempresa pode optar pelo Simples Nacional e também lucro presumido ou real.

Outras modalidades e dicas

Outras modalidades empresariais como EI (Empreendedor Individual), EIRELLI e Sociedade LTDA podem ser as opções ao abrir um negócio, contudo, são utilizadas em poucas ocasiões (negócios grandes).

O Empreendedor Individual, antes da existência do MEI, era bastante utilizado, correspondia à pessoa que prestava serviço e abria um CNPJ, respondendo ilimitadamente com seus bens pessoais pela empresa.

Isso é ruim, pois não se tem um capital social e, consequentemente, eventual falência pode comprometer não apenas o negócio, mas também toda a vida pessoal/financeira.

E você, já sabe qual enquadramento de empresa é ideal para o seu negócio? Comente suas dúvidas!

Adicionar comentário