escolher uma Factoring para sua empresa

5 dicas para escolher uma Factoring para sua empresa

Contar com uma Factoring pode trazer uma série de benefícios financeiros para sua empresa, principalmente para uma melhor gestão do fluxo de caixa e capital de giro da sua organização. Porém para que consiga os resultados esperados, é necessário ter sobriedade e uma tomada de decisão consciente.

Caso contrário, ao invés de benefícios, a contratação de uma Factoring pode sair bastante custosa para seu negócio. Por isso é fundamental fazer a escolha certa para minimizar erros e prejuízos.

Então continue lendo e veja 5 dicas que auxiliarão você a escolher a melhor opção para a situação atual da sua empresa.

1. Entenda o momento em que sua empresa está no momento

Antes de qualquer coisa, é necessário compreender: meu negócio está no momento de contratar uma Factoring? Afinal, não adianta você querer contratar a melhor empresa se ainda não há a maturidade para que ela possa usufruir o serviço de forma adequada.

Sendo assim, é importante considerar alguns pontos. Neste nosso artigo abordamos os principais deles!

2. Avalie o nível de flexibilidade da empresa de Factoring

Uma Factoring, para ser considerada boa, precisa saber ser flexível no que concerne às burocracias de contratação. Isso promove uma maior autonomia para você, como cliente, permitindo que possa voltar a se dedicar à gestão da empresa.

Ou seja, se a organização for mais rígida no processo de contratação, isso poderá gerar uma série de necessidades de adequação, que poderão complicar o início do trabalho conjunto.

Sendo assim, é necessário que a Factoring trabalhe com algum grau de flexibilidade. Dessa forma, todos saem ganhando e se torna possível obter melhores resultados em seu negócio.

3. Verifique o nível de conhecimento dos colaboradores da empresa

Quanto maior o nível de expertise dos especialistas, mais eles conseguirão encontrar as melhores soluções para sua empresa. Por exemplo, alguns modelos de negócios exigem algumas peculiaridades ao lidar com esse tipo de situação.

Se a organização tem conhecimento prévio dessas questões, conseguirão lidar da melhor forma com esse tipo de questão. Já caso tenha dificuldades com isso, poderá haver uma série de ruídos entre sua empresa e a Factoring.

4. Avalie a qualidade do atendimento

Principalmente no período inicial, seus colaboradores da área financeira terão uma alta demanda de diálogos e conversas com os atendentes da Factoring sobre os procedimentos a serem realizados.

Por isso, se o atendimento não for bom, o risco de ocorrerem problemas, atrasar o pagamento de antecipação de recebíveis, entre outros, aumenta. Sendo assim, a empresa deve estar sempre disponível para solucionar as dúvidas e problemas que possam ocorrer.

5. Verifique o custo-benefício da empresa

Outro ponto que precisa ser avaliado é o custo-benefício da empresa. Para isso, verifique quais são as taxas cobradas pela Factoring, que podem variar consideravelmente de empresa para empresa. Ainda podem ser incluídas, também, algumas taxas adicionais, que elevam os valores cobrados pela empresa.

Em alguns casos, uma taxa mais elevada poderá compensar pela qualidade do serviço prestado para a sua organização. Porém, em outros casos, algumas cobranças podem ser abusivas e bem acima do valor de mercado, de forma que é necessário comparar entre as empresas e identificar a que mais trará benefícios para seu negócio.

Entendeu quando escolher uma Factoring para sua empresa?

Está em busca de uma empresa de Factoring na região de Manaus? Ou ainda tem alguma dúvida sobre o que esse tipo de empresa pode fazer por você? Então entre em contato e tire suas dúvidas sobre o tema!

Adicionar comentário