Fluxo de caixa livre: quanto de dinheiro sua empresa ainda tem?

Todos os empreendedores em algum momento já encontraram dificuldades para mensurar o fluxo de caixa da sua empresa, principalmente no que diz respeito à quantia de dinheiro que ainda possui.

O Fluxo de Caixa Livre (também chamado de Fluxo de Caixa da Empresa) é a quantidade de dinheiro que ainda resta à empresa depois de pagar todas as obrigações que a mantém funcionando.

Na maioria das vezes, o valor obtido no Fluxo de Caixa Livre é utilizado para compensar os acionistas/sócios da empresa, para quitar dividas ou para investir em inovações.

Além disso, este valor revela a capacidade que a empresa possui em aumentar sua receita.

Independente do tamanho da empresa o controle do fluxo de caixa é essencial para que medidas sejam tomadas, isso porque revelam quais são os rumos que a empresa tem seguido, quais a estratégias de venda tem obtido sucesso e indica eventual necessidade de melhorias.

Para calcular este indicador é necessário coletar algumas informações financeiras da empresa e interpretar os resultados obtidos, nada muito complexo ou trabalhoso. Também, pode ver como fazer a demonstração de um fluxo de caixa aqui.

Quer saber quanto de dinheiro a sua empresa ainda tem? Então aproveite este conteúdo!

 

Diferença entre fluxo de caixa e fluxo de caixa livre

Antes de aprender a calcular o fluxo de caixa livre é importante saber diferencia-lo de outros indicadores, como por exemplo, o fluxo de caixa simples.

Apesar de serem termos parecidos, possuem diferenças marcantes entre si, e a mais importante está relacionada aos objetivos.

O fluxo de caixa simples contabiliza as entradas e as saídas da empresa, enquanto que o fluxo de caixa livre indica os valores que a mesma possui, mesmo após ter quitado todos os pagamentos que a mantém funcionando.

 

Quanto dinheiro sua empresa ainda tem?

Há diversas formas de calcular o fluxo de caixa livre de uma empresa, porém, a forma mais simples é utilizar a seguinte equação:

FCL= LL + DL – CG – I

 

Significado dos termos:

FCL = Fluxo de livre (valor a ser encontrado)

LL= Lucro Líquido (Lucro total subtraído gastos)

DL= Depreciação Livre (valor que o empreendimento perde ao longo do tempo, como por exemplo, o desgaste de máquinas)

CG= Capital de giro (valor que a empresa precisa para continuar “aberta”, inclui os valores de caixa, os estoques, entre outros)

I= Impostos (inclui valores de impostos da empresa e dos funcionários).

 

Para obter todos estes valores é preciso fazer uma pesquisa aprofundada nos documentos da empresa.

Por exemplo, os custos de depreciação podem ser calculados utilizando os gastos de manutenção ou então a vida útil do maquinário.

 

Qual é a importância de conhecer o fluxo de caixa livre?

Pode ser que, em meio a tantas variáveis, tenha ficado desanimado de saber quanto dinheiro sua empresa ainda possui. Mas não fique, pois conhecer o fluxo de caixa livre é muito importante para seus negócios, principalmente no que se refere a:

  • Identificar a saúde financeira da sua empresa: será possível identificar os problemas e as estratégias que não estão dando certo para a empresa e a partir disso criar formas de resolver tais questões;
  • Mensurar quais são os lucros da empresa e se atinge a expectativa: a partir dos dados de entrada e saída de gastos é possível fazer uma avaliação do desempenho da empresa e, quem sabe, diagnosticar se não é hora de expandi-la.

 

Assim, fica clara a importância do fluxo de caixa livre como um dos principais indicadores econômicos e você deve vê-lo como um aliado de todo e qualquer negócio.

E se o seu negócio precisa de um auxílio financeiro para poder atingir o auge e passar pelos momentos difíceis, uma simulação de adiantamento pode ser a solução que faltava.

Adicionar comentário