Gestão Orçamentária

A gestão orçamentária ajuda o empresário ou a empresa a estipular metas e calcular os meios necessários para consegui-los.

Ela é responsável por planejar e acompanhar os alvos e os resultados financeiros de uma empresa. Saiba mais sobre gestão orçamentária e suas fases, lendo este artigo.

O que é Gestão Orçamentária?

A gestão orçamentária é um processo que tem como objetivo o planejamento e monitoramento sistemático das finanças de uma empresa.

Fazer uma gestão orçamentária bem feita é um procedimento completamente importante para o sucesso e permanência de todo negócio no mercado.

A gestão orçamentária vai muito além de ser apenas um instrumento para controlar despesas, que contrasta as despesas programadas com as de fato realizadas. Ela possibilita ainda que a empresa veja mais a frente, e se organize para realizar novas aplicações, gerar novos canais de atividades, tornar diverso e variado linhas de mercadorias ou qualquer outro procedimento tendo em vista a rentabilidade e evoluir de modo programado e acertado.

Fases da Gestão Orçamentária

Dentro da gestão orçamentária há três importantes fases:

  • Criação do plano orçamentário;
  • Simulação de cenário;
  • Acompanhamento de resultados.

Criação do Plano Orçamentário

Na etapa de criação de plano orçamentário, as empresas realizam de início uma investigação das informações e dos fatos históricos, assim como os alvos definidos baseado no plano tático para o futuro.

Só depois disso, é feito o planejamento financeiro com respeito a gastos, ganho e aplicações, como por exemplo, projeção de rendimento, projeções de deduções de vendas, projeções de gastos variáveis, cálculos de gastos com pessoal, cálculos de gastos operacionais, cálculos de investimentos operantes e verificação da precisão da capital de giro.

Algo muito frequente na etapa de criação do plano orçamentário é a prática de orçamento colaborativo, onde cada um dos gestores fazem o cálculo do seu setor, analisando as suas reais necessidades de orçamento para cuidarem dos diversos gastos de seus departamentos.

Desse modo, a criação orçamentária acontece com maior rapidez, além de possibilitar total empenho da equipe e criar informações verdadeiras de cada departamento.

Projeção de Cenários

Logo que um planejamento financeiro chega ao fim, o departamento responsável pode firmar todos os dados em um único projeto criando um cenário para avaliação.

Não é sempre que o planejamento orçamentário planejado inicialmente pelos gestores é aprovado pela direção da empresa. Em vista disso, é preciso algumas mudanças no planejamento criado de início.

Na maioria dos casos são pedidos ajustes, como aumentar o número de vendas, diminuir os gastos e outras mudanças. Esse procedimento é chamado de revisão orçamentária.

Desta maneira, a projeção de cenários é a elaboração de novas oportunidades e novas estimativas no planejamento orçamentário, com prováveis repasses de verba de um departamento para outro. É uma revisão relevante dentro da gestão orçamentária, mesmo que a proposta apresentada no início seja homologada.

Sistema de Acompanhamento de Resultados

Logo após criar o orçamento inicial a contar dos vários cenários prováveis e aprovar um planejamento orçamentário, é preciso fazer uma análise todo mês para averiguar se a empresa está caminhando na direção certa, observando se os resultados determinados no planejamento correspondem na prática com a realidade planejada.

Nessa fase, há três ferramentas de gestão que são essenciais. São eles:

  • Análises gráficas;
  • Indicadores de desempenho;
  • Relatórios gerenciais.

Todas essas ferramentas ajudam as empresas a tomarem decisões com base em informações efetivas sobre o negócio.

Adicionar comentário