melhoria do fluxo de caixa

Melhoria de fluxo de caixa: Como Melhorar o Fluxo de Caixa da sua Empresa!

Obter a melhoria do fluxo de caixa pode ser uma tarefa complexa para diversos empreendedores, principalmente para aqueles que se lançaram há pouco tempo no mercado. Isso porque é necessário obter um controle financeiro impecável do empreendimento.

Assim, uma forma bastante eficaz de conseguir driblar as dificuldades e conseguir deixar as contas em ordem é monitorar o fluxo de caixa. Essa é uma ferramenta importante que é usada para contabilizar as movimentações financeiras da organização em um certo período.

Com isso, você passa a informação das entradas e das saídas dos valores, como os dados de controle das contas que você tem a pagar e a receber, além das vendas, das despesas, saldos de aplicações e estimativas.

Porém, é fundamental saber como gerar melhorias nesse indicador, a fim de mantê-lo sempre positivo e conseguir melhores resultados financeiros para seu negócio. Continue lendo e veja como impulsionar seu fluxo de caixa no dia a dia da organização!

Saiba mais sobre a melhoria de fluxo de caixa

Sobre a melhoria de fluxo de caixa, vale lembrar sempre que tal processo é fundamental para o crescimento da empresa. Ao acompanhar mais de perto todas as receitas e despesas, é possível fazer o cálculo melhor de custos e do volume de compras, além de garantir o capital de giro.

É possível, ainda, melhorar e definir as datas para o pagamento, recebimento e a retirada de lucros e pró-labore, identificando quando se deve realizar promoções e outras ações importantes de marketing.

Normalmente, quando se identifica as sobras ou faltas no caixa, consegue fazer um melhor planejamento das ações, tanto para se ter os recursos como lidar com os imprevistos ou ainda fazer o investimento em melhorias, o que garante um excelente desempenho para sua empresa.

Consequências da falta de investimento em melhoria em fluxo de caixa

Alguns problemas podem impactar severamente seu negócio caso não haja investimento em melhorias no fluxo de caixa. São elas:

    • necessidade recorrente de optar por linhas de crédito para suprir o caixa no vermelho;
    • cortar linhas importantes de produção pela necessidade de reduzir custos;
    • demitir colaboradores para gerar redução de gastos;
    • perda de oportunidades por não ter o capital necessário para investir;
    • redução da qualidade dos serviços oferecidos ou produtos gerados pela organização;
    • queda de produtividade por desmotivação dos colaboradores;
    • aumento das taxas de turnover;
    • falência precoce da organização.

Dicas de melhoria de fluxo de caixa

Agora que você já tem um pouco de entendimento sobre para que serve o fluxo de caixa, vale a pena você conferir algumas dicas para que você seja capaz de melhorar a ferramenta no seu empreendimento. Confira!

Monitore os dados

Os gestores financeiros devem monitorar, continuamente, os dados relativos ao fluxo de caixa. Isso deve ser feito todos os dias. O registro pode ser feito a qualquer momento do período, seja no início, no final do funcionamento da empresa ou, até mesmo, durante o expediente. Porém, é fundamental que isso seja feito diariamente.

Utilize a tecnologia a seu favor

Para observar tendências e ter informações de como proceder sobre seu fluxo de caixa, é preciso ter o apoio das ferramentas tecnológicas para esse fim. Por mais que as planilhas possam ser úteis, elas ainda contam com boa parte das análises dos gestores.

Um software específico para controle de fluxo de caixa pode realizar a parte mecânica de forma automatizada e oferecer gráficos de variações, alertas de situações de perigo e, até mesmo, indicar soluções para momentos de crise, em tempo real.

Assim evita-se que eles sejam pegos de surpresa em um momento de crise, potencializando a saúde financeira da empresa.

Realize um planejamento para períodos de sazonalidade

É essencial ainda sempre ter um plano B para conseguir lidar com a sazonalidade, pois as empresas normalmente possuem picos de demanda que possuem dificuldades para se manter o fluxo de caixa regular em períodos de baixa.

Isso pode ser feito, também, com o apoio de ferramentas tecnológicas, tal como falamos no item anterior, como uma forma de embasar as decisões de planejamento.

Antecipe possíveis necessidades futuras

Seguindo a mesma linha da dica anterior, é fundamental que você saiba como antecipar as suas necessidades futuras, de forma que o fluxo de caixa forneça as quantias necessárias para seu negócio. Dessa forma, não será necessário recorrer a empréstimos ou financiamentos, bem como recursos imediatos (cheque especial, desconto de títulos, entre outros), que poderiam ser melhor utilizados em outras ocasiões.

Por exemplo, se já há a identificação da necessidade de realizar uma troca de maquinário, programe seu fluxo de caixa para que seja possível reservar o máximo possível do valor total, a fim de conseguir pagá-lo a vista. Afinal, com dinheiro em mãos, você consegue negociar valores menores no pagamento, trazendo retorno para sua organização.

Mantenha o foco no fluxo de caixa e não no lucro

Esse é um erro comum de gestores iniciantes e empreendedores que não tenham muito conhecimento sobre a área de administração e finanças: ter um plano de lucros, mas não ter um planejamento de fluxo de caixa.

O lucro nunca existirá se o fluxo de caixa do seu negócio estiver sempre negativo. Não adianta fazer projeções, pensar em estratégias para maior rentabilidade se os gastos sempre superam os valores que entram por dia.

Alinhe as condições de pagamento e mantenha controle dessas questões

Um dos pontos fundamentais do controle de fluxo de caixa é identificar quando determinadas quantias entrarão no seu caixa. Isso envolve o acerto de linhas de crédito de seus clientes, antecipação de recebíveis, resgate de títulos, entre outros.

Se você não tem um controle bem definido dessas questões, não saberá identificar quando há pagamentos em atraso, inadimplências, entre outros, bem como não tomará as medidas a tempo para evitar impactos em suas provisões.

Alinhe o fluxo de caixa com seu estoque

É importante manter um estoque mais organizado, pois quando se tem uma grande variação de produtos, isso pode ser um prejuízo, especialmente se as mercadorias se encontram estagnadas há tempos. E isso pode impactar significativamente o fluxo de caixa.

Acompanhe a precificação do seu negócio

Por fim, deve-se sempre verificar o seu preço, pois quando as contas começam a chegar, muitas vezes é devido aos custos terem aumentados, e o mesmo não ocorre com o preço dos seus serviços e produtos.

Você gostou de todas as dicas de melhoria de fluxo de caixa? Então busque sempre ter em mente que é essencial ter disciplina para fazer a coleta e análise dos dados do fluxo de caixa, pois com essas informações pode-se revelar a diferença entre o previsto e o realizado, o que irá lhe ajudar a administrar o seu empreendimento.

Adicionar comentário